25-08-2019

Novo uso para edição genética 

Primeiro foram embriões humanos. Agora os cientistas estão tentando desenvolver outra maneira de modificar o DNA humano que pode ser passado para as gerações futuras, segundo a NPR (National Public Radio) dos EUA. 

Pesquisadores em Reprodução Assistida da Weill Cornell Medicine em Nova York buscam usar a – poderosa – técnica de edição de genes CRISPR (do inglês Clustered Regularly Interspaced Short Palindromic Repeats) para alterar genes no esperma humano. 

A pesquisa visa encontrar novas maneiras de prevenir doenças causadas por mutações genéticas transmitidas por homens – incluindo algumas formas de infertilidade masculina. A equipe está começando a modificar um gene capaz de aumentar o risco de câncer de mama, ovário, próstata e outros.

As experiências estão apenas começando – e ainda não foram bem sucedidas – mas trazem muitas esperanças e temores ao editar o DNA de embriões humanos. 

Para Gianpiero Palermo, professor de embriologia em obstetrícia e ginecologia na Weill Cornell Medicine, que dirige o laboratório onde o trabalho está sendo realizado, “do ponto de vista científico, é importante investigar de uma forma ética para ser capaz de aprender se é possível". 

Segundo ele, “se podemos eliminar um gene em particular, seria incrível (...). Teoricamente, em princípio, seria um grande benefício para a sociedade”. 

Outros cientistas que não estão envolvidos na pesquisa concordam. "A infertilidade masculina é uma condição muito comum, e há doenças incrivelmente devastadoras para as famílias. Se você puder evitar tudo isso, por que não o fazer?" questiona Kyle Orwig, professor do departamento de obstetrícia, ginecologia e ciências reprodutivas da Faculdade de Medicina da Universidade de Pittsburgh. 

Mas outros cientistas dizem que editar o DNA no esperma levanta as mesmas questões preocupantes. “Não importa se você está manipulando o embrião ou o esperma", diz Françoise Baylis, bioeticista da Universidade Dalhousie, no Canadá, assessora da Organização Mundial de Saúde sobre a edição de genes.

"A preocupação é que tipo de mundo você está criando enquanto tenta manipular a genética humana” explica.  “Estamos à beira de futuros pais controlando a genética de seus descendentes". 

Fontes: National Public Radio e Bioethics.com


Esta página teve 33 acessos.

(11) 4349-9983
cbio@cremesp.org.br
Twitter twitter.com/CBioetica

Rua Frei Caneca, 1282 - Consolação - São Paulo/SP - CEP: 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO - (11) 4349-9900 das 9h às 20h

HORÁRIO DE EXPEDIENTE - das 9h às 18h