18-12-2017

Longevidade, otimismo e resiliência

Estudo recém-publicado na revista científica International Psychogeriatrics (veja abstract) voltou-se a identificar os motivos que levam as aldeias da região italiana de Cilento a se tornarem conhecidas por agruparem centenas de pessoas com mais de 90 anos.

Conforme o coordenador do estudo, Dilip V. Jeste, da Universidade da Califórnia, o enfoque é diferente de outros trabalhos anteriores, já que busca identificar características de saúde mental e personalidade que levam à longevidade, em vez de somente fatores genéticos ou alimentares.

Com isso, foram feitas análises quantitativas e entrevistas com centenários (ou quase), bem como, com seus familiares, que revelou histórias de vida que incluem migrações, eventos traumáticos e crenças religiosas.

No estudo, os temas principais a emergir, que parecem ser características associadas à melhor saúde mental dessa população rural, foram “positividade, ética de trabalho, teimosia, e um forte laço com família, religião e terra”, explicou Jeste. Uma das conclusões do estudo é que o amor pelo ambiente onde vive parece ser característica bem forte e determinante quanto ao envelhecimento com saúde.

Em frente
Outros estudos já haviam analisado populações extremamente longevas no mundo, moradoras das chamadas “zonas azuis” – que incluem a ilha de Okinawa, no Japão; e a ilha de Ikaria, na Grécia –, mas o foco havia sido centrado em hábitos alimentares.

O médico e pesquisador explica que os nonagenários entrevistados desta vez já passaram por depressões e perderam seus entes queridos, mas, “para poder seguir em frente, tiveram que aceitar e se recuperar das coisas que não podiam mudar, mas lutar por aquelas que podiam”.

Em tempo: a maioria dos participantes segue ativa, fazendo trabalhos regulares em suas casas e no campo.

Fonte: BBC Brasil


Esta página teve 484 acessos.

(11) 4349-9983
cbio@cremesp.org.br
Twitter twitter.com/CBioetica

Rua Frei Caneca, 1282 - Consolação - São Paulo/SP - CEP: 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO - (11) 4349-9900 das 8h às 20h

HORÁRIO DE EXPEDIENTE - das 9h às 18h