27-08-2019

Pode-se descartar antes do prazo embriões congelados com alterações cromossômicas?

Sabe-se que as aneuploidias correspondem a alterações cromossômicas numéricas, caracterizadas pelo aumento ou diminuição de um tipo de cromossomo. 

A dúvida aqui é se as aneuploidias dos cromossomos 13 (que resulta na Síndrome de Patau); trissomia do 18 (síndrome de Edwards) e do 21 (Síndrome de Down) antes dos prazos estabelecidos pela Resolução do CFM nº 2.121/2015 (que substituiu Resolução CFM nº 2.013/13). 

Conforme a resolução em vigor, os embriões criopreservados por prazo superior de mais de cinco anos poderão ser descartados se esta for a vontade dos pacientes. 

Em relação ao prazo de descarte, a Câmara Técnica Interdisciplinar de Reprodução Humana e Técnicas de Reprodução Assistida que elaborou o parecer em 2014, entendeu que, embora causadores de doenças sindrômicas, as aneuploidias dos cromossomos 13, 18, 21, X e Y, não determinam a inviabilidade embrionária. 

Portanto, não recomenda o descarte desses embriões antes do prazo estabelecido pela Resolução CFM nº 2.121/2015. 

Resposta baseada na Consulta nº 202.515/14 do Cremesp
 


Esta página teve 96 acessos.

(11) 4349-9983
cbio@cremesp.org.br
Twitter twitter.com/CBioetica

Rua Frei Caneca, 1282 - Consolação - São Paulo/SP - CEP: 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO - (11) 4349-9900 das 9h às 20h

HORÁRIO DE EXPEDIENTE - das 9h às 18h