12-08-2019

Vai faltar água no Brasil 

Em teoria, o Brasil conta com água abundante: está aqui a maior reserva terrestre de águas superficiais, além de duas das maiores áreas úmidas do mundo: o Pantanal Mato-Grossense e a Bacia Amazônica, além de vastos reservatórios de águas subterrâneas. Isso pode ser abalado em médio prazo, ou seja, até 2035, estima-se que 74 milhões de brasileiros podem ficar sem o recurso. 

Conforme o relatório temático “Água: Biodiversidade, serviços ecossistêmicos e bem-estar humano no Brasil”, apresentado recentemente em congresso científico em Florianópolis (SC), o motivo do desabastecimento é a distribuição desigual de água pelo território nacional, aliada a falta de investimentos em infraestrutura. 

Resultado de uma parceria entre a Plataforma Brasileira de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (BPBES, na sigla em inglês) – apoiada pelo programa BIOTA-FAPESP – e as universidades Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), o relatório foi elaborado por um grupo de 17 pesquisadores, de diversas instituições do país.

Na opinião de Carlos Joly, professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e membro da coordenação Plataforma Brasileira de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (sigla em inglês BPBES), “a redução da disponibilidade de água poderá acirrar os conflitos pelo uso desse recurso no país”. 

O enfrentamento das ameaças e a conservação dos ambientes aquáticos e das áreas úmidas nas diferentes regiões do Brasil serão fundamentais para garantir a segurança hídrica no país, indica o relatório.

Fonte: Agência Fapesp  


Esta página teve 10 acessos.

(11) 4349-9983
cbio@cremesp.org.br
Twitter twitter.com/CBioetica

Rua Frei Caneca, 1282 - Consolação - São Paulo/SP - CEP: 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO - (11) 4349-9900 das 9h às 20h

HORÁRIO DE EXPEDIENTE - das 9h às 18h