07-09-2018

Eutanásia aprovada em Victoria

Os médicos não deveriam ficar no caminho dos pacientes que solicitam a eutanásia – e estão elegíveis ao procedimento.

A opinião é de Tom Symondson, diretor-executivo da Victorian Healthcare Association, sediada na 2ª maior província da Austrália, e foi emitida depois da divulgação do teor de nova Lei, que entra em vigor em julho de 2019.

Falar no assunto se tornou necessário porque muitos profissionais têm declarado que não vão participar na abreviação de vidas, ainda que isso seja considerado direito do paciente.

Symondson tenta contemporizar. “A Lei é clara, você pode alegar objeção de consciência. Não deve, porém, demorar sete dias para responder ao pedido do paciente, porque são pessoas com pouco tempo de vida. O tempo é precioso para elas, temos que ser respeitosos”.

Guia
Até agora, o que se sabe do conteúdo da Lei é que abrangerá adultos com perspectiva de vida de menos de seis meses. Coube à Victorian Healthcare Association a tarefa de escrever documento referente ao “modelo de cuidados” que guiará às instituições hospitalares do momento em que o desejo de morrer é esboçado pela primeira vez pelo paciente, até a ingestão da droga letal.

Os principais hospitais católicos de Melbourne, capital de Victoria, já expressaram firme oposição à prática – e não serão obrigados a participar. Nesse caso, o documento oficial orientará sobre como os funcionários, de maneira sensível, poderão encaminhar pessoas a outras instituições aptas a atender a solicitação.

Conforme a ministra da Saúde local, Jill Hennessy, como parte do código de conduta, os serviços de saúde poderão impedir que seus médicos ofereçam morte assistida. “Aqueles que não desejarem cumprir esses acordos obviamente serão bem-vindos a procurarem emprego em outro lugar”.

Fontes: Bioethics.com e Sydney Morning Herald


Esta página teve 95 acessos.

(11) 4349-9983
cbio@cremesp.org.br
Twitter twitter.com/CBioetica

Rua Frei Caneca, 1282 - Consolação - São Paulo/SP - CEP: 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO - (11) 4349-9900 das 8h às 20h

HORÁRIO DE EXPEDIENTE - das 9h às 18h