26-07-2017

Sem transgêneros na tropa

Em seu – polêmico – perfil no Twitter, o – mais que polêmico – presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou sua intenção de reverter a decisão adotada durante o governo Obama, de permitir o acesso de transgêneros nas forças armadas daquele país.

Conforme divulgou, “após consultas aos meus generais e especialistas militares, estejam avisados de que o governo dos Estados Unidos não vai aceitar ou permitir que indivíduos transgêneros sirvam em qualquer competência nas Forças Armadas. Nossos militares devem estar focados na vitória decisiva e devastadora e não podem ficar sobrecarregados com os tremendos custos médicos e interrupções que o transgênero militar poderia envolver. Obrigado”.

Pessoas que apresentam identidade de gênero diversa do sexo biológico têm permissão para fazer parte do serviço militar daquele país desde o ano passado, quando o então secretário de Defesa derrubou proibição nesse sentido, alegando que as barreiras “não têm nada a ver com as suas qualificações para aqueles postos”.

Uma das perguntas, agora, é o que acontecerá com entre 2.500 e 7.000 transgêneros que já atuam na área.

Desde que assumiu, esta é a segunda vez que Trump se envolve em encrencas com a população trans: a primeira foi logo no início do seu mandato, ao revogar a liberação para que transgêneros usassem banheiros em prédios públicos, segundo sua orientação sexual.

Fonte: site do UOL 


Esta página teve 183 acessos.

(11) 5908-5647
cbio@cremesp.org.br
Twitter twitter.com/CBioetica

Rua Luís Coelho, 26 - Consolação - São Paulo/SP - CEP: 01309-000

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO - (11) 5908-5600 das 8h às 20h

HORÁRIO DE EXPEDIENTE - das 9h às 18h