Cremesp esteve presente na 60ª edição do Prêmio Jabuti

Em sua 60ª edição, realizada no dia 8 de novembro, o Jabuti – o mais tradicional prêmio literário do Brasil – trouxe um bom motivo para os interessados nas áreas de Bioética e Literatura se atentarem aos laureados: o livro Bioética e a Violência contra a Mulher, um debate recorrente entre profissionais da saúde e do direito, do Centro de Bioética, do Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp), esteve entre os finalistas.

A premiação aconteceu no Auditório Oscar Niemayer, em São Paulo. A publicação do Cremesp concorreu na categoria Ciências, do eixo Ensaios, com mais nove obras. Em primeiro lugar ficou a obra As maravilhosas utilidades da geometria: da pré-história à era espacial, de Adalberto Ramon Valderrama Gerbasi, editora Marcelino Champagnat – Pucpress.

Ganhou o prêmio de Livro do Ano de 2018, a publicação independente A cidade, de Mailson Furtado Viana, que concorreu pelo eixo de Literatura, na categoria de Poesia.  

Promovido pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) e apresentado pelo jornalista e apresentador de TV, Sérgio Groisman, esta edição do Jabuti teve 18 categorias, divididas em quatro eixos (Literatura, Ensaios, Livro e Inovação), premiando o primeiro colocado de cada uma delas e elegendo um vencedor como o Livro do Ano, que recebe R$ 100 mil. O vencedor de cada categoria recebeu R$ 5 mil, além da estatueta símbolo do prêmio. 

Os autores ladeados por familiares e pelo diretor de Comunicação do Cremesp

Um pouco do livro do Cremesp
Os três autores do livro sobre violência contra a mulher – Janice Caron Nazareth, Nadir Eunice Valverde Barbato de Prates e Reynaldo Ayer de Oliveira – e o diretor de Comunicação do Cremesp, Edoardo Filippo de Queiroz Vattimo, participaram da cerimônia.

Em mais de 20 capítulos do livro Bioética e a Violência contra a Mulher, um debate recorrente entre profissionais da saúde e do direito são focalizados temas como 'Perfil da brasileira que sofre violência'; 'Maioria das mulheres assassinadas morre pelas mãos do homem que ama'; 'Delegacia da Mulher: acolhimento ou humilhação?'; e 'O abuso sexual como conflito ético no Conselho Regional de Medicina de São Paulo’.

A obra partiu de um seminário promovido pelo Conselho, no qual diversos especialistas apresentaram palestras sobre o tema. Os textos foram revisados e, em alguns casos, ampliados pelos autores.

Janice Caron é cardiologista, fundadora e presidente do Comitê de Bioética do Hospital Alemão Osvaldo Cruz; Nadir Prates é professora da Faculdade de Medicina da USP; e Reinaldo Ayer é professor de Bioética da Faculdade de Medicina da USP. Segundo ele, a seleção “reforça o papel da obra como uma referência sobre o tema no país”.

Veja também:

Violência contra a Mulher é tema de novo livro produzido pelo Centro de Bioética do Cremesp

Lançado na Assembleia Legislativa de SP livro do Centro de Bioética


Esta página teve 67 acessos.

(11) 4349-9983
cbio@cremesp.org.br
Twitter twitter.com/CBioetica

Rua Frei Caneca, 1282 - Consolação - São Paulo/SP - CEP: 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO - (11) 4349-9900 das 8h às 20h

HORÁRIO DE EXPEDIENTE - das 9h às 18h